(85) Poeta vagabundo

Entretanto, um pouco

Perambulei todos estes anos

entre os sonhos e a vida

trabalho desde cedo

para custear alimento

escrevo desde cedo

para fazer sentido

Viver como vagabundo

custa muito caro

é caro não se vender

é caro seguir a utopia

Sigo cada dia mais velho

mais cansado

mais sozinho

dois casamentos

alguns empregos

muitos tormentos

Mas como bom

poeta vagabundo

ainda sonho

a casa, a grama, o céu azul

eu, você, a brisa

ainda sonho

com o simples amor

vagabundo

Ver o post original

Anúncios

(117) Rua do ouvidor

quando te vejo por aí

a desfilar lindos sorrisos

ouço também tua voz

mesmo sem nunca ter te ouvido

na rua do ouvidor

você está sempre presente

essa voz que clama um amor

sem estar pedindo nada

diz baixinho que quer carinho

fala palavras certas e seguras

impressionante como se manifesta

sempre concisa, consciente

parece que viveu a vida

não se fez despercebida

uma voz de perdão

de reconhecimento e paixão

na rua do ouvidor

te admiro calado

transparente

não me enxerga

mas assim tem de ser

tua beleza é a luz

que ilumina essa rua

e nua é minha platônica

paixão

fala mais, conta tua história

 

 

(84) Cabeça oca

Entretanto, um pouco

ô cabeça oca
quem dera fosse mouca
não critica, não pensa
só cria desavença

assim parecia louca
ô cabeça oca
acreditava o que via
na TV tudo assistia

mortes, roubos, desgraças
nada de vida nas praças
ô cabeça oca
compreensão era pouca

a mentira a ilusão
seu alimento e paixão
sempre vestia a touca
ô cabeça oca

Ver o post original

(116) Mal me quer, bem me quer?

Se ela não te quer

poupe as margaridas

de nada vale despetalar um jardim

em busca do que já tem fim

se ela não te quer

poupe teu coração

de nada valem lágrimas inundando a cidade

onde não há razão, nem reciprocidade

se ela não te quer

poupe teu tempo

de nada vale desespero e implorar

por um amor que não vai realizar

se ela não te quer

só não poupe a poesia

a poesia tem sempre lugar para certa alegria

se ela não te quer

não poupe os livros, a música e o sono

é contigo que encontrarás companhia

se ela não te quer

não é o fim do  mundo

sem esperar, quem sabe

alguém vai dizer um dia

bem me quer?