Paz

Eu sinto a tua dor

e quero te ajudar

trago doses de calor

e o desejo de amar

Eu não sou perfeito

tampouco um doutor

mas multiplico o efeito

do recebido teu amor

Eu não sou ninguém

nem nada especial

nem quiça fenomenal

um humilde alguém

Eu sou quem está para chegar

com flores, gestos e carinho

acredite só um pouquinho

que a paz vai te encontrar

 

Razão

talvez vocês tenham razão

poetas não são namoráveis

de tão amoráveis perdição

talvez vocês estejam certos

incertos os poetas e a paixão

são muitos versos perversos

sequestram toda emoção

um turbilhão bem cansativo

exaustivo coração que dispara

e não para segue sem rumo

haja prumo e alguma correção

talvez vocês só tenham razão

Encontros

Encontrar alguém é sempre um risco

Nada pode acontecer, tudo também

 

Pode ser que ela te toque e você queira mais

Pode ser que se esgote e não se falem mais

 

As vezes você ri, se emociona, se envolve

As vezes é inquietude, silêncio e se esquece

 

Quando for se encontrar com alguém

Saiba de antemão

Pode ser apenas uma brisa de verão

Ou um forte furacão

 

No primeiro caso, seja sincero

No segundo, também

 

O que mais quero

É que meu sentimento

Seja vento

E nos leve juntos bem longe

No tempo

Que escolhermos para viver

 

Mas se por acaso

Não for o caso

Trate com carinho

Quem devagarinho quis permanecer

 

Mas se por acaso

For o contrário

E te fez o coração bater

Embarca com coragem

 

E vai junto onde tiver que ser