(68) Chegou a hora

O tempo passa intrépido

vaga pelas dunas e com o vento

alcança alturas

e em revoada

ultrapassa fronteiras

não cessa nunca sua viagem

pelas dimensões conhecidas

e pelas que nunca testemunhamos

só peço que ele me entenda

chegou a hora

chegou

agora

Um comentário sobre “(68) Chegou a hora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s